domingo, janeiro 16, 2005

Para não ser só política

Mais uma do JC que me fez sorrir:

(comentário pré-consulta: "Aiii... A próxima é uma chata, não vem cá fazer nada... Já lhe tentei dar alta da consulta - da qual já não precisa - mas volta sempre cá! E para nada... Vais ver...")

- Ora bom dia, D. Luísa, pode entrar! Este é o Dr. JC, está aqui a ajudar-me nas consultas hoje.
- Bom dia, Drª, muito prazer Dr! Ai é tão novinho, faz lembrar o meu neto, o Manuel, também é assim rechonchudinho! Sem ofensa sôtor! Posso sentar, Drª? Obrigada!
- Faça fav...
- Ai, já estou lá fora há tanto tempo, que nem sei, Drª, a gente vem para aqui às 8h00 e é um dia perdido! Levamos o dia todo nestas andanças! Estava até a comentar com uma senhora ali na sala de espera, que tem problemas nos joelhos e não pode andar, tem que apanhar a carreira quando tem que vir ao hospital à consulta da Drª Mariana, que está aqui no consultório ao lado, mas ela vem cá é por causa das coisas das senhoras, né, não é dos joelhos que isso é com o Dr. António, o ortopedista daqui, conhece Drª? É que...
- Oh D. Luísa, espere lá um bocadinho! Deixe lá a sua amiga e conte-me de si, o que é que a traz por cá desta vez?
- Nem sabe Drª, tenho passado mal, mal, mal! A minha cabeça dói-me que é uma coisa que nem imagina Drª!
- Mas D. Luísa, isto é a consulta de Ginecologia, já falou disso à Médica de Família?
- Já, Drª, e até já estou a tomar uns comprimidos, parece que é "Amigan" ou qualquer coisa assim... Eu queria tomar um que é o... ai, não me lembra, mas que a minha cunhada, sabe a Almerinda, também é doente da Drª, tem um problema nos ovários, coitadinha, mas ela tomava um, né, que lhe fazia maravilhas! Eu quis tomar esse, mas a Drª. da caixa não mo deu...
- Então mas diga lá, a senhora foi operada há seis anos, não é?
- É Drª, tirou-me tudo cá de baixo, lembra-se? Eu andava a perder sangue...
- Pois, D. Luísa era isso, sim... E agora, passa-se alguma coisa? Tem sangrado, doído, alguma coisa diferente?
- Não, Drª, nada disso! Vinha era cá mostrar uns exames que a Drª. da caixa me passou, para a Drª escrever aí nos seus papéis! São estes, olhe... [surge um saco de plástico do Jumbo, de onde tira uns três quilos de papel - ecografias com 10 anos, análises laboratoriais desde mil novecentos e troca o passo, e tudo o mais que se possa imaginar - e começa o seu complexo processo de triagem em cima da mesa] Ora estas são antigas... Estas também... Ah, estas são as da vesícula, quer ve-las?
- Oh D. Luísa espere aí... Veja lá só as que têm a ver com a ginecologia, as mais recentes, veja lá...
- Espere lá, estão práqui algures... Ora, AH! Estas são as dos ossos, sotôra, a Médica de Família disse que estava tudo bem, mas eu queria mostrar também a si...
- Está tudo bem, sim senhora, D. Luísa, mas não era preciso vir aqui se já tinha ido à Médica de Familia mostrar e se estava tudo bem...
- Ah, mas eu sei lá, sabe como são esses médicos da caixa... O meu doutor da privada também os viu, mas como é uma coisa que a Doutora já me tinha passado uma vez achei que também devia ve-las!!
- Enfim, mas está tudo bem... Mas alguma coisa, D. Luísa?
- Ah, não, Doutora, tenho andado muito bem... Mas diga-me la, está tudo bem com o seu marido? E os filhos? Estão grandes, né? Eles crescem, olhe, os meus já estão grandes e só fazem disparates, valha-me Nossa Senhora... O mais novo não quer estudar, só quer é copos e meninas, veja lá... A minha Josefa casou agora com o filho da Manuela, a florista, a que...

(...) [Pretendo com esta omissão não aborrecer os eventuais leitores com a vida da D. Luísa. Fique a ideia de que a conversa se prolongou por 15 minutos, com temas absolutamente irrelevantes para a consulta. Muitas foram as tentativas de terminar a consulta, mas absolutamente inglórias...]

... e o mais velho lá anda, na vida dele... Enfim, Doutora, tenho mesmo que ir, a camioneta da carreira deve estar quase a passar, e como perdi aqui a manhã inteira tenho que ir cozinhar o almoço ao meu Manuel!
- Vá lá então, D. Luísa, não perca a camioneta...
- Adeus, dê cá um beijinho doutora, e Doutor, muito prazer e felicidades! É tão novinho, credo, custa a crer que é Doutor também...

Comentários:

Francisco, o teu comentário no meu post (lá do outro lado) deve ter ficado incompleto...
Diz?  

Tens razão. Por qualquer motivo não ficou bem. Estava só a expressar como esta história me faz lembrar consultas que presenciei.  
Enviar um comentário

«Inicial