sexta-feira, dezembro 31, 2004

Virar de página...

Caros amigos, pois é... está a chegar ao fim o ano de 2004!

Para uns terá sido um ano mau. Para mim, pode-se dizer que foi o 1º ano do resto da minha vida... É verdade! Em 2004 (a 2 de Janeiro mais precisamente) tornei-me trabalhador, deixei de ser um estudante irresponsável para passar a ser um funcionário público exemplar (nem 1 dia só me esqueci de assinar o livro de ponto...)

E, juntamente com essa mudança de estatuto, vieram os encantos e desencantos de ser médico. Veio o orgulho de devolver um sorriso a alguém que o tinha perdido, veio a alegria de "dar alta" aos doentes internados, veio o alívio de aliviar o sofrimento aos que sofriam. Mas veio também a ansiedade de saber se estava a fazer as coisas certas, a dúvida sobre o resultado das minhas acções, a imperiosidade de encarar a morte de frente.
Foi o ano em que morreu o meu 1º doente... mas foi também o ano em que o 1º ficou curado. Foi o ano em que tive a felicidade de passar pelo papel de doente (felizmente sem grande gravidade, mas com a necessidade de recorrer a cuidados hospitalares).
Aprendi muito neste ano, a nível técnico, científico, mas essencialmente... humano. Tive a experiência dos bons e maus momentos. Tornei-me "mais homem"... e conheci a medicina por dentro.

Também a nível pessoal foi um bom ano. Dispenso-me a contar os pormenores... Digo apenas que Fernando de Noronha e a República da Irlanda, são 2 viagens que valem a pena... Pode ser que um dia ainda conte algumas crónicas destas viagens...

A nível de "mundo", há a realçar o ano do Dragão... em que o MEU FCP conquistou a europa e o mundo... Foi o ano do Euro 2004 e do "endeusamento" da besta do "escolari". O ano do "apito dourado" e da "casa pia". Foi o ano em que Portugal perdeu o respeito pelo PdR... Uns porque nomeou PSL, outros porque o demitiu, enfim... pior era impossível. Um português foi para Presidente da UE agora a 25. Tivemos de enfrentar algumas mortes trágicas e dolorosas (destaco as de Carlos Paredes e Sophia de Mello Breyner) e o ano terminou da pior forma possível com uma das piores tragédias da história da humanidade...

Não pretendo com esta mensagem fazer um balanço do ano... esse balanço deve ser feito dia-a-dia. Parafraseando um grande amigo (és grande chaleco): "Não faz sentido a ousadia / de chegar ao fim do dia, / sem o dia rever...". Pretendo apenas relembrar algumas das coisas que mais me marcaram neste ano e celebrar a chegada de 2005 com todos os leitores destas palavras.

A todos um excelente 2005 e que todos os projectos que têm se possam realizar. A nível pessoal, só espero que a medwoman continue a ser o Sol que aquece os meus dias, que possa ter sucesso na minha profissão e que possa de alguma forma ajudar aqueles cujo caminho se cruzar comigo. Ah... e claro, que este blog cresça saudável e viçoso...

Por cada ano que se acaba... um novo ano começa!

Comentários:

Um ano 2005 excelente para ti e para todos aqueles que estão de alguma forma relacionados com este blog!  

um fantástico 2005!
e com essa vontade toda, com esse espirito,só te posso desejar que tudo se realize conforme tens planeado,mas também conforme a onda da maré! é sempre bom o cheiro a maresia...  

Um 2005 em grande!
Sortudo, a partir de Julho estás safo... Eu peno até Outubro! :)
Um abraço, e que a nossa pequena comunidade de "blogs médicos" cresça toda junta saudável e viçosa!  

Um bom 2005 para todos e que tenhamos que deixar de assinar o livro de ponto que eu esqueço-me muitas vezes !!  

1 ano? Ainda estás muito verde... espera mais 15!
E ainda por cima do FCP!!!  
Enviar um comentário

«Inicial