segunda-feira, março 26, 2007

Copiar não vale.

Como copiar não vale, agora repetem todos o exame.
Coisas de árbitro.

BrainStorm

África não conta!
Apenas personalidades culturais procuram defender África, visto ser um continente com escassos recursos economicamente viáveis. Se fosse o Iraque já tinhamos mais uma invasão...

Portugal é notícia lá fora, mesmo quando somos amadores.

Os lobbies estão por todo o Mundo. O farmacêutico é o maior de todos. Não querendo dizer que esta não será uma vacina que valha a pena.

Por cá, a centralização continua. Dentro em pouco apenas Lisboa ficará...
O desemprego continua a crescer, no Norte atinge os 9,7% (notícia Público).
A Tuberculose também cresce e ninguém define novas estratégias nem descobre o porquê.

A Independente pode fechar. Mas será que o Sr Sócrates deixará? Aqui está uma grande diferença entre ele e o ditador Salazar. Enquanto o segundo apostava na educação dos portugueses, o primeiro quer a qualificação sem educação.

Grandes Portugueses

Acabou o concurso dos Grandes Portugueses.
Apesar de não o ter acompanhado, vi o programa final. E o que há a dizer?
  1. Salazar ganhou.
  2. O PCP fica muito mal representado por Odete Santos (e a sua má educação).
  3. Aristides Souza Mendes ficou em 3º, se calhar a mais espantosa de todas as posições, quase tanto como a de D Afonso Henriques em 4º.

Penso que o resultado do concurso deveria ter uma reflexão de todos os políticos deste país, principalmente porque há tempo vi uma notícia em que se lia que cerca de 40% (acho que era este o valor mas não posso precisar porque não encontro a dita) preferiam viver numa ditadura.


Comentários:

tristeza e vergonha.  
Enviar um comentário

«Inicial

Parabéns Portugal!

Já vêm um bocado tarde, mas ainda a tempo.

Afinal não é um sonho, está mesmo aqui, Portugal está no Mundial!

E os jogos são estes.


sábado, março 24, 2007

Sócrates

Uma referência ao nosso PM (corrupto?, cábula?, qualquer coisa assim).

Tal como na sua vida tenta qualificar, tal como aqui referi, sem qualidade. E como quem não sabe tem que nomear, também já aqui escrito.

Porque não uma demissão? É este mentiroso (para não chamar outra coisa) que nos quer convencer a pagar os impostos e sermos sérios???

Com tanta mentira Portugal não anda... Parecemos o caranguejo. Andamos, mas para trás.

Comentários:

Não há grandes dúvidas de que o homem não tirou o curso de uma forma muito séria. Mas há muito quem o defenda.

Se fosse o Santana!  

Ai, Pedro, nem lembres esse..  

sr dr o caranguejo nao anda para trás, mas sim para o lado.jp  
Enviar um comentário

«Inicial

sexta-feira, março 23, 2007

NORTE abandonado...

Esta notícia do JN revela o que já todos sabemos, no Norte não se investe.

Apesar de aqui já se ter revelado que é nesta região que se encontra a força produtiva, também aqui, aqui e aqui já tinha verificado que o Norte não interessa.

quinta-feira, março 22, 2007

Ota - a contestação

Afinal não é apenas a oposição que contesta a este projecto.
Também o partido do poder começa a insurgir-se contra a megalomania?

Árvore


Hoje começou a Primavera, com frio é certo.
Hoje prantaram-se, simbolicamente, muitas árvores.
Mas para quando repôr aquelas que foram queimadas no Verão passado, e no anterior a esse, e no anterior, ...

ALLGARVE

Admito que não estou muito informado sobre o que o ministro da economia disse sobre este tema. Segundo o que ouvi na rádio, a opção ALLGARVE é uma estratégica de markting (facilita a pronúncia pelos ingleses).
Com tanto alarido em volta desta questão, confesso que cheguei a ficar preocupado. Apesar de ser um pensamento absurdo, temi que tivesse sido proposta a alteração do nome da região. Apesar de ser uma anormalidade de todo o tamanho acho que seria possível, tal a quantidade de notícias estúpidas que nos têm dado.
Hoje constactei que esta mudança se deve por motivos publicitários. Considero por isso uma opção como qualquer outra. Falta ver se dará resultados...

Mas para que estes surjam proponho ao Sr ministro que coloque a publicidade em Inglaterra e não em Portugal (como hoje vi). Nós lusitanos, já conhecemos a região e pronunciamos melhor o seu nome com 1 só "L".

terça-feira, março 20, 2007

Produção de Energia

Em Portugal em 2006 foi assim:
  • centrais a carvão - 28%
  • centrais a gás natural - 20%
  • centrais a fuelóleo - 2%
  • hidráulica - 20%
  • eólica, geotérmica e pequenas hídricas - 18%
  • importação - 11%

Fonte: Rede Elétrica Nacional, via revista Visão


segunda-feira, março 19, 2007

Desperdícios de Dinheiro...

Quantos professores estão no desemprego?
Quantas vagas abrem todos os anos em faculdades públicas, para formar professores?

Não será isto um desperdício enorme de recursos e dinheiro?

As vagas nas escolas de medicina aumentam de ano para ano, supostamente porque haverá muitos médicos a reformar-se em breve (curioso é que a idade da reforma aumentou). As populações queixam-se de falta de médicos. Portugal tem das taxas mais altas da União Europeia de médicos por cada 10 000 habitantes. Será mais fácil continuar a abrir as portas das faculdades (descurando a formação) ou distribuir os médicos com maior racionalidade?

Quanto custa formar um médico?
Somos ricos o suficiente para nos darmos ao luxo de termos médicos no desemprego?

Comentários:

No que da Saúde Diz respeito, ninguém parece ter a minima noção de quanto custa FORMAR um Profissional de Saúde!

Como opinião pessoal, penso que as lutas de interesses e atrasos na saúde diminuiam se se dividi-se o publico do Privado! Ou seja quem trabalhavano Privado só poderia trabalhar nessa área e vice-versa... Isto a ser aplicado na Saúde, bem como em todas as outras áreas, faria realmente uma diferença positiva!

Gostei do blog, por isso vou regressando!  

Considero mais positiva a integração do privado no público. Assim os melhores estariam à disposição do povo e não apenas para algumas elites. Deste modo também o estado conseguia rentabilizar as suas instituições.
Passo a explicar. Todo o doente com seguro de saúde que entre num hospital é atendido como doente privado e o seguro paga. Se não tem seguro é atendido como cidadão comum e o estado paga. É claro que os dos seguros poderão fazer cirurgias ou receber tratamentos fora do hospital onde é feito o internamento de modo a ter um processo mais rápido e com menores custos para a seguradora (esta mesmo procura onde resolver o problema).

Quanto aos custos de formação, os cursos de saúde são mais dispendiosos mas formar 1000 advogados para o desemprego também não sai barato...  
Enviar um comentário

«Inicial

Medicina = Negócio

Não posso deixar de ficar admirado com esta notícia.
Como é possível?!?! Consultas médicas no Supermercado?!?!?

Cá em Portugal seria do estilo: Já que fechamos as urgências e maternidades em Mirandela, pedimos ao tio Belmiro (para o compensar da OPA) para abrir um Continente com um ou dois gabinetes médicos.

No mínimo surreal...

Invasão...

... de Espanha a Portugal. Ela é pacífica e os nossos governantes corroboram-na.

O despovoamento que o país está a sofrer, que já aqui referi, bem como a aposta única e exclusivamente na capital, também já aqui abordada, levam à procura de novas soluções. Apesar da qualidade do nosso povo, patente na sua história e obras, começamos a virar para Espanha.

Onde estará Portugal no Futuro? Serão estes estadistas candidatos a grandes portugueses ou por outro lado grandes espanhóis?

Políticos mentirosos

Das inúmeras promessas eleitorais quantas são cumpridas?
Poucas, diz qualquer português. Daqui advém que os políticos são mentirosos /prometem e não cumprem). Mas serem eles a rotularem-se de mentirosos, se bem que em situações diferentes, apesar de não ser novidade é de lembrar.

Deixo aqui, o ataque do PSD ao PS, e aqui, o do PP ao PP.

Para finalizar deixo uma questão:

É isto política?

domingo, março 18, 2007

Ota para quê?

Aproveitando o que João Miranda diz no Blasfémias, lanço esta pergunta:

OTA para quê?

Discrepâncias

Apenas agora consegui passar os olhos pelos jornais de hoje. Assim vejo certas atitudes polítcas que me causam alguma confusão.
Em relação à AutoEuropa, por exemplo, o estado empenhou-se para manter a fábrica aberta. Que "cordelinhos" mexem esses mesmos senhores em situações semelhantes, como as que se passam na Rohde (se bem que aqui podemos estar perante um processo de falência) e Maconde (uma marca muito portuguesa e não alemã como a VW)?
Será a distribuição geográfica relevante? Não quero querer que sim...

sábado, março 17, 2007

Ota

"O aeroporto de Lisboa parece um apeadeiro..."

José Lello in RTPN



Afinal o grande problema é Lisboa ser um apeadeiro...

sexta-feira, março 16, 2007

Pausa


Uma pausa para reflectir.
O fututo ainda está por escrever...

quinta-feira, março 15, 2007

Pequeno Almoço

O que beber?

Leite e ... sumo de laranja. É o que mais se vê nas mesas dos que acompanham esta refeição com sumo. Mas será a laranja o melhor?

Se calhar um suminho de maçã (parece ser o melhor entre nós), tem mais anti-oxidantes.

quarta-feira, março 14, 2007

Porque hoje joga o Braga...

...onde está a união nacional?



Eficiência Energética - Avaliação

Ontem o Presidente da República teve esta afirmação:

"Espero que o mesmo (auditoria energética) seja feito em ministérios e outros
departamentos públicos
"

in Público, 14.03.2007

Numa clara alusão a que o exemplo deve partir do Governo.
Curioso é que ainda nem há uma semana vi um programa na tv que referia estar legislado que todos os edifícios devem ser sujeitos a auditorias energéticas, de modo a avaliar as condições de isolamento (principalmente). Sei que os edifícios mais antigos deveriam ser inspeccionados de 6 em 6 anos. Já alguém viu a sua casa ser sujeita a uma auditoria destas?

A razão da OTA!

Hoje ao olhar para o jornal descubri a razão para a construção da OTA.

Tão simples como:
Aeroporto Sá Carneiro é o terceiro melhor da Europa
Um aeroporto desenvolvido pela vontade local e não por megalomanias centrais.

Comentários:

parabéns pela observação  
Enviar um comentário

«Inicial

terça-feira, março 13, 2007

Um deserto chamado...

...Portugal.
Com um oásis denominado de Lisboa.

A tendência centralista é cada vez maior.
"Solbes cede ante el Gobierno portugués, interesado en no alentar el autonomismo de Oporto."
via: Blasfémias.

A desertificação também se adivinha, com o fecho de mais escolas. Onde anda a qualificação? E a educação?

Portugal está moribundo! (não desliguem a máquina! ainda há esperança, talvez o D. Sebastião)

Comentários:

E com isto não percebem que estão a destruir o país, ou o que resta dele...  

"Badajoz se ha impuesto finalmente a la candidatura gallega, en parte gracias al interés del Gobierno portugués en desincentivar iniciativas que puedan alentar cualquier afán autonomista en torno a Oporto" a isto se deve chamar: "defesa da unidade nacional"...

Assim como em relação à saúde: "Três grupos privados e a União das Misericórdias Portuguesas são as entidades privadas e da rede social que já puseram em marcha um ambicioso programa de abertura de unidades de saúde que pretendem ocupar o vazio deixado pelo Estado ao fechar urgências, centros de atendimento permanente e maternidades" se deve considerar estarmos perante "a defesa do interesse público"...  
Enviar um comentário

«Inicial

Morte, Cultura e Arte

Este é o tema do V Congresso Internacional Espaço T.

Parece ser aliciante. Mais informações em www.espacot.pt.

Pergunta do dia

Será esta a solução?

"Numa altura em que as cidades não suportam a entrada de mais veículos e os problemas de poluição se agravam, Rui Pedro propõe-nos a uma solução engenhosa para os veículos: crescer em altura..."

in www.quercus.pt

A mim, não me parece. Se olharmos para os veículos que entram nas grandes cidades, temos 1 ou 2 ocupantes. Os transportes públicos não são muito utilizados. Assim, apesar de concordar com o excesso de veículos, penso que ainda existem outras opções antes de crescer em altura.

Comentários:

Que tal melhorar o serviço de transportes publicos?! senão olhemos para a cidade do Porto onde, por interesses economicos, se cortam vários itinerarios e reduzem a frequencia de tantos outros. Conheço alguns percursos em que se passou a demorar o dobro do tempo, para certas deslocações agora vai-se mais depressa a pé (mas nem sempre há tempo para isso...).  

Em relação aos percursos das novas linhas dos STCP não tenho conhecimento suficiente para fundamentar uma opinião válida.

no que aos transportes públicos em geral diz respeito, penso não existir uma política que proporcione o seu desenvolvimento. Aquilo que se fala sobre o metro do Porto é apenas a ponta do iceberg. Nesta cidade não existe "espaço" para os transportes públicos sem que fiquem "entalados" no meio do trânsito. Se assim não fosse as pessoas teriam consciência da maior eficiÊncia dos autocarros, metro, ...  
Enviar um comentário

«Inicial

Saúde Privada

O estado abandona! Os privado aproveitam!

Se assim é não há lucro?

Quanto vale um Metro?

Vale, cada vez mais, um distanciamento dos políticos da região metropolitana em relação aos governantes. Divergências que levam a debate o futuro do projecto.

Todos querem o investimento no metro, mas se uns dizem que as datas propostas são para melhor planear outros consideram-nas absurdas e "desenterram" o tema Regionalização.

Os atrasos da obra levam a mudanças de planeamento urbanístico, até o Centro de Saúde muda...

Acima de tudo o metro vale pelo que não é político. O metro é amigo do ambiente porque não emite gases nem faz muito barulho.

Atestados

Ontem li, no Avenida Central, que os atestados médicos deixam de ser obrigatórios para inscrições em ginásios. Hoje leio, no JN, a morte de um jovem a jogar futebol (e ele sabia que não podia).

Doentes

Merecem a nossa atenção.
Merecem a nossa devoção aos seus problemas.
Merecem as nossas pestanas queimadas.
Mas no fim, resolvido o caso ou não, merecem a nossa explicação.

A explicação pode ser mais fácil ou difícil mas tem que ser entendida na totalidade pelo doente ou familiares. Só assim a tarefa do médico está completa.

Tem que ser assim pois vemos doentes e não doenças, operamos pessoas e não patologias, ...

Por isso a objectividade dos exames é tão estúpida.

Objectividade

Ao que parece a objectividade e computação não são perfeitas...

"Son of a Whore"

Esta expressão pode valer a Mourinho um bom castigo.

Já era tempo...

Caricato é que parece ter falado em português.

2373!

2373 nomeações!

Isto é para os óscares? Não!
São nomeações feitas pelo governo em 2 anos.
No mínimo é vergonhoso.

Na sequência da selecção pela qual passam os médicos, onde está aqui a objectividade? E o cinto apertado?

Eficiência Energética

O Sr Presidente da República apela à eficiência energética.

Mas o que é isto?
Em bom português é poupar energia. E quem poupa energia poupa uns tostões.
Eficiência Energética não é apenas Energia "Verde", é gastar racionalmente.

Isto é que importa!

O investimento estrangeiro, cheio de privilégios (ao contrário do que acontece com o nacional), em volta da capital.

Há coisas com que não concordo!

Porque razão estão muitos polícias pelas ruas onde passa o Presidente da República? Porque não estão eles lá, também, nos outros dias?

Porque razão o trânsito é completamente bloqueado para o Sr. Presidente passar? Não devia ele sentir como é dificil "andar" por Portugal?

domingo, março 11, 2007

Lisboa vs Norte - A Proposta

Na continuação do artigo de opinião da semana passada, José Silva Peneda apresenta uma proposta ambiciosa e revolucionária.

Haja coragem e vontade para a implementar.

Dá trabalho! Eu sei, eu sei. Mas afinal não é para isso que os políticos recebem? Não é para trabalharem?

Descentralizar...

... é urgente!

O interior está ao abandono, apesar de ainda haver lá gente. Será um hospital suficiente para uma área tão grande e com potencial para crescer se assim se quiser?

Apesar de apluadir o acordo energético, o primeiro ministro não se preocupa realmente com o país (fora da capital) e com o ambiente. Há algum transporte mais limpo que o metro?

Só haverá dinheiro para túneis do terreiro do paço?

sábado, março 10, 2007

Ricos...

Há uns (quase sempre os mesmos) muito ricos.
Os pobres são cada vez mais. Os desempregados também. Onde vai isto acabar?

Relembro um texto, já aqui publicado, escrito por Augusto Magalhães: "Apostar na dignidade do ser humano".

Incoerência Jornalística

Se um jornal diz mau o outro refere astúcia. Curioso é que ambos consideram serem afirmações do jogador. No mínimo contraditório. Em que ficamos mau ou astuto?

Centralismo

Continuamos com a questão da Metro. O Governo não dá, apenas tira a gestão aos autarcas. Contudo a utilização vai aumentando de mês para mês.

A "tanga" é tão curta que nem para o combate aos fogos se dá dinheiro. Será que houve reflorestação? E a luta pela salvação do planeta? Certamente que estará esquecida!

Os investimentos continuam no mesmo local, a capital! É aqui que se encontra a grande maioria das equipas de rugby nacional. Apesar disso é mesmo aí que se vai investir para ter ainda melhores infra-estruturas. Não será mais importante procurar desenvolver a modalidade noutros locais do país? Não será importante descentralizar?

sexta-feira, março 09, 2007

Médicos - formação e colocação

Nas colocações surgem problemas em todos os lados. Curioso é que é quando se procura ser mais objectivo que mais problemas surgem...
Será que a formação pode ser desperdiçada?

Alterações Climatérias...

Álcool e Tabaco

Apesar da lei aprovada (após vários meses de trabalho árduo), Portugal está muito atrasado. Há países com medidas muito mais severas e que mesmo assim repensam a sua forma de actuar.

quinta-feira, março 08, 2007

Hospitais

Não posso crer no que leio. Como é possível mudarem um Hospital, como o da Senhora da Oliveira - Guimarães, quando este apenas tem 15 (!!!) anos?

Comentários:

Sabia que hoje se comemora um dia que lhe diz respeito? Para além do Dia Internacional da Mulher, a 8 de Março comemora-se igualmente o Dia Mundial do Rim.

Diz-lhe respeito, porque é dever de todos nós manter saudáveis os nossos rins. Como?
- Adoptando ou mantendo hábitos alimentares saudáveis como dieta rica em vegetais, frutas e fibras, sem excesso de proteínas animais (carnes, ovos, leite e derivados), sem excesso de sal, evitar o excesso de gorduras saturadas como as gorduras animais, alimentos fritos, e o excesso de doces e massas.
- Mantendo uma hidratação oral adequada, ingerindo cerca de dois litros de líquidos por dia, evitando o excesso de bebidas alcoólicas.
- Não fumar.
- Praticar exercício físico regularmente, principalmente os exercícios aeróbios (caminhadas, corrida leve, natação, hidroginástica).
- Se estiver acima do peso emagrecer com orientação dietética e exercícios físicos.
- Fazer um controlo rigoroso do colesterol, triglicéridos, glicemia, acido úrico e manter níveis da pressão arterial dentro da normalidade.

Somos duas mães de crianças que nasceram com insuficiência renal e sentimos que a melhor forma de assinalar este dia seria promovendo um esforço de aproximação da comunidade que, de alguma forma, lida com as Crianças e Jovens com doenças renais.

Nesse sentido, criámos um blog, que pode visitar em http://CRIANCAeRIM.blogspot.com . Temos como objectivo que este blog cresça e, para tal, contamos com a sua participação!

Faça-nos uma visita e deixe o seu comentário.

Marta Campos e Vanda Ferreira

--
Visite http://CRIANCAeRIM.blogspot.com  
Enviar um comentário

«Inicial

RTP

Em primeiro, parabéns RTP!

A festa do aniversário não vi. Mas depois desta, estar 45 minutos a ouvir "o que é que achou desta festa?", acho que é um exagero.
Ainda por cima quando a pergunta é feita ao Dr Fernando Póvoas! Dr Fernando Póvoas?!?! Sim! Mas o que é faz um médico numa festa de televisão?
Depois vemos que a RTP é nitidamente função pública e que gosta do "ambiente". Caso contrário o Júlio Isidro não tinha sido "reciclado" mais de 500 vezes. Ainda por cima aparece agora com uma tentativa de humor estúpido (deve estar a tentar imitar os Gato Fedorento, mas não consegue como é óbvio).

Vou dar uma prenda à RTP. RTP não tentes ser igual à TVI se não acaba a televisão generalista em Portugal e ficamos apenas com televisão sensacionalista.


PS: omiti a SIC para dar um ar pessimista à cena.

quarta-feira, março 07, 2007

Qualificação?

O governo quer apostar na qualificação. Mas qual qualificação? É só no grau académico que querem apostar, não é? Porque a qualidade há muito que está posta de parte.

The Champions!

Ontem o Porto foi grande (como se pode ver no site do Chelsea), apesar de não ter sido espectacular, mas não chegou para os milhões do Chelsea. Foi pena o erro do Hélton.

O Feyenoord foi "arrumado" da UEFA devido ao comportamento dos seus adeptos. Não merecem uma sanção pior Inter e Valência?

terça-feira, março 06, 2007

Recém Licenciados - a especialidade

Após o exame, que é utilizado como meio de selecção, chega a altura de escolher uma especialidade. Aqueles que apresentam melhor classificação são os primeiros a escolher. E em caso de haver notas iguais (o que é muito provável)? A média de curso desempata! No mínimo é estúpido como já aqui foi dito.
Como se processa a escolha, se os candidatos estão dispersos por todo o país? Existem 2 ou 3 locais (secções da Ordem dos Médicos, se não estou em erro - o que é bastante possível) onde a escolha se pode efectuar. Os candidatos podem escolher em qualquer um deles sem que tenham de divulgar qual (apenas têm que comparecer na hora de escolher num deles). A sua opção é feita por computador (1 por local), estando esses 2 ou 3 ligados entre si de modo às vagas irem sendo "descontadas". Então não é possível "passar à frente"? Parece-me bastante possível, embora digam que de vez em quando existe comunicação entre os diversos postos de escolha.

Conclusão: o que conta, uma vez mais, é um exame, que pretende ser objectivo, e as médias de curso que são bastante variáveis de faculdade para faculdade. Numa profissão se baseia no contacto interpessoal é um exame que manda. A formação pessoal e científica contam? NÃO!


PS: decorem tudo o que os vossos olhos apanhem (que nem as virgulas lhes escapem) e deixem os doentes de parte. Com este sistema o que importa é o livro e não a pessoa e muito menos a formação pessoal.

(acaba assim a triologia de posts sobre os recém licenciados em Medicina)

Comentários:

Bom texto.
Dura realidade. Infelizmente.  
Enviar um comentário

«Inicial

segunda-feira, março 05, 2007

Para preservar o ambiente

boas ideias e más ideias para preservar o ambiente.

Para quem quer ser pai

Quem quiser ser pai é melhor começar a pensar em banhos de água fria. É que os banhos quentes e jacuzzi diminuem a qualidade do esperma.

domingo, março 04, 2007

IP4

No seguimento do post anterior do osso, acho que devo por aqui preto no branco (ou no cinzento, neste caso), uma situação pessoal.

No ano de 2005 fiz a IP4, 4x por semana. Numa das muitas viagens, na subida do Alto de Espinho, a 80km/h (dentro do limite de velocidade), sem sentir perigo ou desconforto na condução, sem pinga de álcool no sangue, durante o dia, com visibilidade e sem chuva/nevoeiro/outros condicionantes, perdi o controlo do carro numa curva. A curva nem era apertada... Felizmente ia a subir. Andei a dançar entre as faixas de rodagem, lá se foram uns pinos ao ar. Felizmente não vinham carros no sentido contrário, senão não haveira ninguém aqui a escrever. Consegui controlar o carro... Na faixa contrária. Camião de frente. Toca a parar na berma, do lado contrário. Coração em taquicardia atroz. Pegar no telemóvel para avisar a GNR. Sem rede. Outro camião pára, para me deixar voltar à minha faixa. Subo mais 2km até à área de descanço do Alto de Espinho. Rede de telemóvel. 112. Explico a situação. Sim, estou bem, não aconteceu nada, mas há pinos soltos na estrada que podem provocar outro acidente. 'Não saia daí que vamos já mandar patrulha'. Não iria sair enquanto os bpms não descessem dos 120. Patrulha chega e explico a situação. Arrogantemente 'Se partiu pinos vai ter de os pagar'! Única preocupação dos homens :( 'Vamos dar uma volta a ver o que aconteceu'. Lá foram de pirilampos azuis cruzando duplas linhas. Voltaram. 'Deve ter perdido o controlo do carro num banco de areia que está no meio da estrada, junto à linha separadora'. Perguntei se avisariam os serviços de manutenção. 'Claro que sim'.

Estive cerca de 15 dias sem utilizar o IP4. Obviamente pelo susto. Ainda bem que a estrada de mesão régua é bonita. 15 dias depois voltei a fazer o percurso. O banco de areia ainda lá estava.

Pergunta 1: Se estivesse a descer um camião quando perdi o controlo de quem ia ser a culpa? Álcool? Excesso de velocidade? Adormeceu? Eu ou o desgraçado do camionista? A estrada obviamente não teria culpa... coitadinha, já lá está há tanto tempo...

Pergunta 2: Foram limpar a estrada só quando houve um acidente 'a sério'? Por culpa de álcool, velocidade, sono, má manutenção dos carros?

Apenas mais um?

Hoje houve mais um (apenas mais um) acidente no IP4.

De quem será a culpa?
É claro que vai ser do motorista, do excesso de velocidade ou qualquer outra razão como o álcool. Já sabemos que a culpa nunca será do traçado.

Será de pasmar que uma estrada como aquela, que mais parece uma montanha russa de tanto sobe e desce, a grande maioria dós acessos (entradas e saídas) estejam em cima de curvas?

Para quando uma auto-estrada? E seria melhor se tivesse túneis, caso contrário corremos o risco de continuar a contar os mortos...

Comentários:

O IP4 é uma das estradas mais perigosas de Portugal.
Já perdi muitos amigos e conhecidos nessa estrada.

E a morte nunca mais acaba!  
Enviar um comentário

«Inicial

sábado, março 03, 2007

Século XXI?

Portugal já está no séc. XXI?

Esgotos domésticos poluem praias

Com notícias assim não parece.
Quem gosta de viver no lixo?
Quem Mundo deixaremos para os vindouros?

Lisboa vs Norte

Hoje li a opinião de um eurodeputado português que demonstra muito a "garra" das gentes do Norte. Aqui o trabalho é o lema do dia a dia, pois todos (patrões e empregados) têm que lutar. Em Lisboa já não é assim, por viver dos serviços as coisas aparecem com facilidade e criam-se a si próprias.

Mas porquê não deixar o Norte crescer se este é, por natureza, o centro de crecimento do país? Agora é a questão da Metro do Porto, que até divide o PS, mas não há muito tempo as próprias empresas sentiram (e provavelmente ainda sentem) a falta de apoio governamental. Deixem a máquina funcionar...

Lamentável!

Esta é a única palavra que consigo encontrar para definir as acções de energúmenos dos Super Dragões antes do início do jogo frente ao SCBraga. Os cânticos que entoaram e o desrespeito pelo minuto de silêncio merecem no mínimo o meu repúdio. Esta sensação devo ter tido eu e a grande maioria do público presente no estádio.

Os meus parabéns aos adeptos do Braga que durante todo o jogo apoiaram a sua equipa. Estes, ao contrário daqueles apoiantes azuis a quem são fornecidos bilhetes para apoiar a sua equipa, estiveram ao lado dos seus. Isto, apesar de se encontrarem em desvantagem. Esta "força" vinda das bancadas faz lembrar o que se ouve dos jogos ingleses, o que ainda é utópico para os lados do Dragão (foi o que se viu na 4ª feira após o golo do Chelsea!).

Deixo aqui a minha homenagem a Manuel Bento, um dos melhores guarda-redes de sempre do futebol nacional, já a que teve no Dragão não é condigna.

Comentários:

Antes de mais, um ponto prévio: atrasados mentais e energúmenos existem em todo o lado. Vem isto a propósito dos insultos profundamente lamentáveis que meia dúzia de arruaceiros da claque do FC Porto “Super Dragões” lançaram contra Manuel Bento e contra o Benfica durante o minuto de silêncio em memória do grande guarda-redes do clube lisboeta e da selecção nacional, decretado pela Liga de Clubes. Dado que este acto contra o futebol foi praticado em pleno Estádio do Dragão, antes do jogo FC Porto-Sp. Braga, o mínimo que se pede a Pinto da Costa é que, em nome do FC Porto, venha a público demarcar-se desse acto de vandalismo verbal e pedir desculpas à família de Manuel Bento, ao Benfica e ao futebol português. Se não o fizer é porque assina por baixo. E se assina por baixo, então está a mais no futebol português…  

Eu fui um dos que aplaudiu Manuel Bento e dos que apoiei o Braga no Estádio do Dragão.
É um dos jogos fora que mobiliza mais bracarenses, sobretudo pelo bem receber dos portistas.

Abraço  
Enviar um comentário

«Inicial

OPA(´) assim não!

Os accionistas da PT cumbaram a OPA da SONAE.
A SPORTTV (detida em 50% pela TVCABO, que pertence à PT) cortou ilicitamente, e apesar de estarem pagos, a transmissão dos seus canais através da TVTEL.

Simplesmente uma vergonha!

Dr House

Depois do que vi tinha que escrever um post sobre esta série.

Em primeiro o Dr. Gregory House também fala com doentes (coisa que só vi hoje, no 6º episódio da 1ª Season).

Em segundo ele sabe que os portugueses e as suas publicações (instituto de higiene e medicina tropical) existem, além disso a sua interna ainda sabe diferenciar o português do espanhol.

Estou pasmado!

sexta-feira, março 02, 2007

ainda a IVG

Ao que parece o que o PS quer é mesmo o que foi a referendo, um aborto livre e sem qualquer justificação. Em suma uma medida de controlo de natalidade. Só assim se entende a rejeição da proposta do PSD.

Julgo que não foi com essa ideia que a maioria dos portugueses votaram. Pelo que percebi o que essa maioria deseja é a libertação da mulher. Dissuadir não me parece que seja o mesmo que enganar ou aldrabar. Quem não concordar, com o que lhe é dito ou proposto, pode sempre abortar. Pelo menos é o que entendo da proposta.
Ao contrário dos diversos movimentos do não e até desta proposta do PSD, o PS deseja é uma posição radical. O que o PS quer é o sim porque sim (isso é razão?).

Comentários:

Caro osso,

Não percebo a tua admiração. Tu e todos os apoiantes do Não passaram a campanha a vociferar contra a liberalização do aborto e a dizer que era isso que estava em causa ao votar SIM. Agora vens dizer que não foi com essa ideia que a maioria dos portugueses votaram???

Ora relê o que escreveste antes do referendo:
"d) este referendo não questiona apenas a despenalização da mulher, mas também a possibilidade de ela "matar" um filho só porque sim."

Então, não percebo como é que agora estás admirado?

Eu mantenho a minha posição de sempre. Sou contra a liberalização e favorável à despenalização desde que em estabelecimento de saúde autorizado e por opção da mulher. Como tal, as comissões de acompanhamento devem ser opcionais. As mulheres que sentirem que precisam de ajuda podem recorrer a elas. As que entenderem que não necessitam de ajuda e estiverem determinadas dispensam comissões de acompanhamento.

Respeite-se o voto dos portugueses. Apesar do SIM ter ganho, continuo a ser contra o referendo como instrumento de decisão política de matérias nacionais.  

Caro Pedro,

Essa foi e é a leitura que faço da pergunta do referendo. Apesar de concordar com a despenalização da mulher, pelos diversos motivos que na altura enunciei, votei não por ser contra o "aborto porque sim". Considero que muitos devem ter sido aqueles que votaram sim, por considerarem a despenalização da mulher do que o "aborto porque sim". Neste sentido é que considero ser importante a realização de consultas de informação e até mesmo para dissuadir ao recurso ao aborto.

Temo que caso isto não aconteça o "Prós e Contras do Gato Fedorento" ("acho que todas as mulheres deviam fazer um aborto por dia!") seja uma realidade em breve. E o aborto seja considerado não como um factor de saúde pública mas sim como controloda natalidade.  
Enviar um comentário

«Inicial

Metro

Há coisas que não consigo entender, uma delas é o afastamento da junta metropolitana da Metro do Porto. Não entendo como podem gerir melhor esta empresa um ministro que não deve sair do seu ganinete...

Como consegue ele decidir que uma linha para São Mamede é mais importante que uma linha na Av da Boavista? Certamente que será para fumentar um pouco mais o centralismo...

Comentários:

A visão glogal e o conceito do bem geral não se coadunam com interesses pessoais de autarcas invejosos e autocratas. Temos excelentes exemplos pelo país fora, nem precisamos de ir a Gondomar para falar de corrupção e despotismo. Uma obra de interesse geral para o país não pode ser entregue aos melhores amigos dos construtores civis.
Uma opinião  

serão apenas os autarcas corruptos?
não me parece, principalmente quando a gestão passa para pessoas que não têm a noção do que se passa no "terreno". Em segundo lugar porque o presidente da junta metropolitana, não é o presidente de gondomar, mas sim o dr Rui Rio, uma pessoa que luta (aparentemente) contra vários poderes instalados  

Isso é um atestado de incompetência à autonomia Nortenha.  
Enviar um comentário

«Inicial

quinta-feira, março 01, 2007

Um bom exemplo

Não há que ter medo das polícias municipais (principalmente aqueles que se quixam de faltas de meios e efectivos)!
É preciso respeitar e ser respeitado!

Assim Matosinhos é um bom exemplo. É o principio do fim da selva (espero eu)!

Contradições...

A ONU diz que não o presidente do IDT diz que sim.

Qual a posição da ONU antes da "invasão" do Iraque?

Para quê um organismo assim, que é utilizado apenas quando convém?