domingo, fevereiro 13, 2005

Doação de Medula Óssea

O João tinha 6 anos e uma leucemia. Há 6 meses que praticamente não saía do hospital. Tudo tinha começado com uma fadiga generalizada. Já não brincava como antes. Entretanto veio a febre, a perda de apetite, a dispneia (falta de ar). Começaram a aparecer manchas pelo corpo (petéquias) e os pais resolveram trazê-lo ao hospital.

O primeiro exame, revelou algo de anormal. Confirmado por outras análises - tinha uma leucemia. Começou a quimioterapia, ficou num estado muito fragilizado. Ficou sem cabelo e muito susceptível a "apanhar infecções". Passadas algumas semanas, começou a sentir as melhoras. Já tinha mais força, e o sorriso era mais vivo. Aparentemente estava a entrar em remissão. Foi para casa, mas cedo regressou: a leucemia tinha voltado, ainda não tinham os cabelos crescido.

Dada a agressividade da doença, foi proposto aos pais a hipótese de transfusão de medula óssea. O João não tinha irmãos. Ambos os pais fizeram as necessárias análises, mas não eram compatíveis. Puseram a hipótese de engravidar de novo, para que a colheita de células estaminais, pudesse ser feita do bebé então nascido. Mas talvez o João não pudesse esperar 9 meses.

Foi então que surgiu a grande notícia. Tinha sido encontrado um dador compatível. Entre os dadores voluntários a nível mundial, foi possível encontrar 1 compatível com o João. Menos de 1 semana depois, o João estava a ser transplantado. Tinha sido destruída toda a sua medula óssea, pelo que se encontrava muito frágil, mas não escondia a esperança de voltar a casa. Foram-lhe injectadas as células de medula óssea, que ao fim de uma semana "deram sinais de vida".

No sangue do João, circulavam agora células imunitárias do dador, saudáveis e o João parecia estar livre da doença. Pouco mais de 2 semanas após o transplante, o João teve alta. O seu sangue era agora praticamente normal e o gorro que usava para tapar a "careca" era da cor dos seus olhos azuis. O sorriso largo que apresentava, demonstrava melhor do que qualquer análise que o João "estava de volta"!

O João teve sorte em encontrar um dador. E tu, já és dador de medula óssea?

Comentários:

Eu já.  

Eu também! ;)  

Eu inscrevi-me como dadora aqui à cerca de 1 mês quando alertada por uma amiga! Ando em campanha para outros amigos meus também se inscrever!!não custa e pode salvar uma vida =)  

eu tb sou
pena n ter podido ajudar ninguem  
Enviar um comentário

«Inicial