quarta-feira, fevereiro 09, 2005

Campanha surreal

Jornal diz que Cavaco apoia Sócrates.
Cavaco manda dizer que é mentira.
Sócrates congratula-se pelo apoio de Cavaco.
Jornal corrige que Cavaco não disse mas pensa.
Cavaco diz que é uma perfeita mentira!
Sabemos da notícia através de "outros" jornais.

Marcelo diz mal de Governo.
Governo queixa-se de não haver contraditório.
Oposição queixa-se que é um escândalo a queixa do Governo.
Marcelo sai da TVI.
Marcelo "faz as pazes" com Santana.
Marcelo "assina" pela RTP.
Oposição queixa-se de não haver contraditório!
Santana queixa-se das queixas da oposição.
Oposição diz que Santana "não diz nada de jeito"!

Santana governa enquanto demissionário.
Oposição queixa-se de utilização de meios do estado para fazer campanha.
Santana diz que quando lá estiveram fizeram a mesma coisa.
Oposição (ex-governo) ofende-se e diz que era diferente.
Oposição obriga Rancho Folclórico a actuar em comício porque têm "contrato" com Câmara PS.
Oposição acha normal. Acha que não é abuso de poder.

Presidente da CAP visita delegação do PS.
Presidente da CAP diz que não foi expressar apoio ao PS, mas sensibilizar TODOS os partidos para as suas acções - com os quais vai ter reuniões.
Comício do PS diz que "até o presidente da CAP nos apoia".

McCarthy castigado por 2 jogos.FC Porto recorre do castigo.De castigo, castigo aumentado para 3 jogos.

Santana debate com Sócrates.
Ambos "cantam" vitória.
Santana e Sócrates com comícios no mesmo sítio.
Ambos dizem ter mais gente que o outro.
Em ambos os casos as opiniões dividem-se, mas ninguém apresenta dados concretos.

Santana diz que não quer misturar campanha com Carnaval (como sempre disse aliás!)
Santana tem acções governativas enquanto disse que não fazia campanha.
Santana acusado de fazer campanha por "utilizar o Falcon" - esse velho amigo - para ir a base áerea.
Santana convoca os jornalistas para a Residência do Primeiro Ministro.
Santana dá conferência de Imprensa onde fala de temas de campanha.
Santana acusado de usar "dinheiro do erário público" ao dar uma conferência de imprensa (deve ter sido da relva que foi preciso "replantar" no jardim)

Santana diz mal de Sócrates. Sócrates diz mal de Santana.
Sócrates diz que: "Aqueles que apenas se dedicam à maledicência é porque não têm nada de bom para dizer aos portugueses"
Santana diz que quem votar PS está a votar nos que fugiram em 2001.
Sócrates diz que quem votar PSD está a votar no "rei das trapalhadas".
Nenhum explica o que quer fazer...

Cada qual que tire as suas conclusões desta autêntica campanha "surreal"...

Comentários:

É realmete surreal. Não posso no entanto deixar de criticar:
- o Santana por ter chamado os jornalistas para a residêndia oficial do 1º ministro num dia em que disse que não fazia campanha e com os filhos atrás, fazer campanha.
- O Portas e o Bagão Félix por terem enviado uma carta aos ex-combatentes a dizer que iam receber a pensão (já prometida anteriormente pelo governo) graças ao esforço deles.
- o Público por publicar que alguém disse uma coisa que nunca tinha dito e no dia seguinte dizer que não disse mas que sabem que ele pensa assim. Devia ser processado. Fiquei muito desiludido com o jornal.
- acho muito bem que quem recorre de uma decisão só para ver o seu processo arrastar-se seja penalizado por isso.  

E achas bem a campanha do PS? Onde diz mentiras comprovadas (apoio da CAP), repete as mentiras, mesmo após desmentidos oficiais (caso Cavaco), acusa o PSL de governar em tempo de campanha, mas quando não o faz acusa de não governar, dizer que eles fazem a campanha pela positiva (e a única coisa que sabem dizer é falar mal do Santana)?

E já agora, não achas que o direito ao recurso de uma pena é um direito fundamental da justiça? E que ninguém deve ser penalizado por recorrer? Onde é que está a justiça nisso? Já agora, não achas estranho demorar 2 semanas a julgar o caso McCarthy e 2 dias a julgar o Pedro Emanuel? E já agora, também não achas estranho que as penas ampliadas (McCarthy e Nem) terminarem precisamente nos jogos contra o Benfica? E não achas estranho que os sumaríssimos não sejam aplicados a todos? E também não achas estranho que estas decisões tenham vindo precisamente do órgão que o presidente do Benfica, se congratulou publicamente por controlar, porque era melhor do que comprar bons jogadores, para ganhar campeonatos?

De facto, cada vez mais me sinto um "relógio num quadro de Dali"!  
Enviar um comentário

«Inicial