segunda-feira, novembro 28, 2005

Porque não?

Há anos foi assinado o protocolo de Quioto? Quais as consequências deste? Quase nenhumas positivas e muitas negativas, há muitos países que não cumprem os limites impostos pelo protocolo (Portugal é um deles; o tema da poluição e do ambiente quase não é debatido).
Na actualidade começa a ser difícil de definir as estações do ano, tal são as alterações climatéricas que verificamos. As preocupações ambientais devem saltar para as primeiras páginas dos jornais (em vez da pandemia do medo) pois o aquecimento global, esse sim, pode ser uma verdadeira ameaça à espécie humana (e não só).
Neste sentido a coligação das florestas densas (um grupo de 10 países, representados pela Nova Guiné e Costa Rica) deverá apresentar uma proposta nas Nações Unidas, ainda esta semana. Nesta sugerem a instituição de uma recompensa monetária para que os países preservem as densas florestas. Deste modo estes países (em que a economia é sustentada, principalmente, pelo comércio de madeira) promoveriam a defesa da floresta em lugar do seu abate.

Comentários:

E quem se vai lixar no meio disto tudo quem é..?
Os nossos filhos e netos...

Abraço da da Zona Franca que está de volta ao activo!!!  

Não concordo que o protocolo de quioto teve mais consequência negativas que positivas. Deu sem dúvida muita importância às questões ambientais e Portugal se não cumpre é por falta de visão estratégica nossa já que depois vamos ser obrigados a comprar cotas de poluição a outros países e aí as coisas vão piar de maneira diferente.
Desertificação: grande problema a nivel mundial e aplaudo a promoção da sua preservação com medidas efectivas.
Aquecimento global e clima: o mundo está a aquecer ligeiramente. Segundo o que li (e já li um bocado) está por provar que é devido à poluição humana, que o protocolo de quioto faça alguma diferença que não a moral e que o aquecimento global ou que a poluição sejam responsáveis por alterações climáticas  
Enviar um comentário

«Inicial